Por isso, te escrevo!


Continuo a pensar que quando tudo parece sem saída,
Sempre se pode cantar... Por essa razão, Escrevo!

0 comentários:

Postar um comentário