Eu longe dela.


E íamos rindo pelas ruas compartilhando o dia inteiro depois de uma jornada de trabalhos e estudos. Poderia ser qualquer dia e a qualquer hora, que quando dava aquela vontade imensa na gente de comer alguma coisa doce ou algo diferente ou até comprar alguma novidade, saíamos juntas para onde queríamos ir. E não tinha mal tempo para nós. Saíamos e ríamos de tudo e todos, pois aproveitar o tempo juntas é com a gente mesmo! E sabe, o melhor de tudo, nem era o doce ou para onde íamos, era estar do lado dela, com a qual sou unida. Ela, a minha irmã, que agora, mesmo distante, de almas unidas a todo o instante. Cada reencontro é motivo para a mais infinita alegria.

0 comentários:

Postar um comentário