Será? Quem sabe? Talvez... O que nos mata é a incerteza dessas perguntas sem respostas...


"Ele pode pensar em você, todos os dias.
E, ainda assim, preferir o silêncio...

0 comentários:

Postar um comentário