Não morro de amores por pessoas sem mistério, quando se é muito transparente, muito risonho e educado é raro ser levado a sério.

Prefiro os mais silenciosos, os que abrem a boca 
de menos, os mais serenos e mais perigosos. 
Aqueles que ninguém define e que sempre 
analisam os fatos por um novo enfoque.


Prefiro os que têm estoque aos que 
deixam tudo à mostra na vitrine...

0 comentários:

Postar um comentário