Eu tinha uma vontade louca de mudar minha vida


'E apostar na tua até a última ousadia. Queria mesmo que você revirasse minha rotina e enchesse de purpurina o ceú do meu quarto. Que você viesse no impulso para me assaltar me mostrar o perigo de encontrar alguém e dentro desse alguém, o amor. Se você topasse ganhar o mundo comigo e fizesse valer o sentido de perder o medo eu iria mesmo, metia a cara, perdia o juízo me perderia na alegria de te pertencer por acaso ou descuido. Sempre tem um desvio, um trevo, um beco a nossa espera é nossa chance de pular do barco e eu me lanço no vento que me joga dentro, fundo, perto de onde você passa. Quero que você me proponha um plano louco e absurdo, mas que seja tão puro e sincero para ser irrecusável. Que eu vá mesmo dizendo não aposte, não importa que irá perder, ganhar a aposta já vale o risco de um amor. Não pense no depois, nas coisas que não sabemos. Não se preocupe, há um mundo de possibilidades boas, ruins, amargas, deliciosas acontecendo. Por isso nunca me deixe, nunca troque meu medo pelo medo de outro alguém. Antes me mostre que é possível, mesmo que não seja. Me iluda, por favor.' 

Cah Morandi

0 comentários:

Postar um comentário