E se amanhã, tudo o que restar entre nós, se tornar em lembranças, doces lembranças...



Quero que saiba, uma metade de mim te levará no olhar, na esperança, de que em uma esquina da vida eu te encontre e a felicidade bata novamente em nossa porta...
E a outra metade, te guardará em minha memória, porque até quando eu existir, me lembrarei de você, desse teu sorriso, que amanhace o pôr-do-sol dentro de mim...
Porque por você, eu esperaria vários novos adeus...
Sabendo que cada novo reencontro, seria digno de cada espera...

0 comentários:

Postar um comentário