Ame, apaixone-se.

Erre, erre quantas vezes forem necessárias… Sorria, brinque, chore....
Beije, morra de amor, sinta, sonhe...
Cante, grite...
Viva… 
O fim nem sempre é o final, a vida nem sempre é real, a roda nem sempre é gigante... 
O passado nem sempre passou, o presente nem sempre ficou, o hoje nem sempre é agora...
O tempo… O tempo não pára. 
O destino é quem baralha as cartas, mas  somos nós os que jogamos!” 

0 comentários:

Postar um comentário