“Tenho muita coisa aqui pra te oferecer, mas sabe o que é? Sou incompleta, também preciso receber.”


Eu quero parar com tudo isso, ele é um menino que não pode acompanhar 
minha  louca linha de raciocínio meio poeta, meio neurótica, meio madura.
Eu quero colocar um fim neste tormento de desejar 
tanto quem ainda tem tanto para desejar por aí.

0 comentários:

Postar um comentário