Não quero o popular

Não quero o popular, o que se acha o bonzão, cheio de músculos, que as meninas deliram, que esnoba, que se acha melhor que todos. Eu quero o bonito-engraçado, que brinca, que conta piadas, que é sincero, que eu me sinta bem por estar perto, que me dê atenção , mais que principalmente consegue ser bonito por dentro. Pois o que adianta a beleza se não tem conteúdo. É a grande realidade, fazer o que !

0 comentários:

Postar um comentário